Metodo de Avaliação de Empresas e Negócios

Metodo de Avaliação de Empresas e Negócios

Indústria

Na avaliação de negócios e empresas utilizam-se principalmente cinco métodos:

  1. Avaliação Patrimonialasset based aproach – que consiste em determinar o valor do capital próprio, em resultado dos ajustamentos nos ativos e nos passivos de uma empresa de acordo com os critérios definidos para a sua valorimetria (contabilístico, mercado, liquidação, etc)
  2. Avaliação de Mercadomarket approach – Compara-se com as empresas concorrentes.
  3. Avaliação pelo rendimento actualizado – o valor é determinado pelos rendimentos futuros para o momento a que se está a fazer a avaliação. De entre as várias perspetivas destacam-se a dos dividendos futuros (dividend approach) e a dos fluxos de caixa descontados (discounted cash flow approach).
  4. Opções reaisreal option approach – é uma técnica que procura identificar o valor de um negócio em função de várias possibilidades alternativas de decisão que poderão gerar diferentes valores e diferentes fluxos de caixa no futuro.
  5. Legal – o valor é determinado com base em critérios definidos por lei, como por exemplo, no código das sociedades comerciais ou nos códigos fiscais para a determinação de mais-valias.

Todos os métodos de avaliação de empresas e negócios apresentam vantagens e desvantagens sendo comum utilizarem-se em simultâneo diversos métodos,  ponderando-se o valor apurado por cada um deles para se determinar o intervalo final de negociação

Valor patrimonial

Pelo método de avaliação pelo valor patrimonial, para a determinação do valor da empresa são somados todos os ativos, tais como:

  • Prédios;
  • Máquinas;
  • Equipamentos;
  • Dinheiro;
  • Produtos em stock.

Neste método são descontadas as dívidas e obrigações financeiras.

Vantagens: demonstra todo o valor líquido gerado pela empresa até ao momento da valoração.

Desvantagens: não considera a continuidade da empresa, bem como a sua capacidade de adquirir novos contratos e clientes ou de incrementar as suas vendas.

 

Perfil de empresa a avaliar com este método: empresas com baixa utilização da capacidade produtiva, pertencentes a mercados estagnados e sem perspetiva de melhoria no médio e longo prazo.

 

Avaliação por múltiplos de mercado

No método de avaliação por múltiplos, o valor da empresa é determinado através da comparação com empresas com atividades semelhantes, normalmente que estejam cotadas em Bolsa.

Para que este método seja o mais preciso possível, as empresas comparadas deverão ser do mesmo setor. Deverão também ter um portfólio de produtos similares e o mesmo perfil de clientes.

Vantagens: reflete a expetativa de retorno esperada pelo mercado para um determinado grupo de ativos.

Desvantagens: o método não leva em consideração os diferenciais competitivos, estilos de gestão e capacidade de escala das empresas avaliadas.

 

Perfil de empresa a avaliar com este método: empresas com elevada concentração na carteira de clientes e/ou pertencentes a mercado com baixa concorrência.

 

Fluxos de caixa descontados (FCD)

Este método faz a análise da capacidade futura da empresa em gerar riqueza num espaço temporal mínimo de 5 anos. Assim, quanto maior for o seu potencial de gerar valor no futuro, maior será também o valor da empresa.

Pelo Método dos Fluxos de Caixa Descontados, os ativos fixos e o histórico da empresa são tidos em consideração, sendo porém o mais importante as projeções no que diz respeito ao futuro da empresa e da sua capacidade em gerar receitas futuras.

Um dos fatores mais importantes para determinar o valor da empresa por este método é o denominado EBITDA – Lucro antes de descontados os impostos, juros, depreciação e a amortização.

Existem também diversas variáveis que são tidas em consideração na determinação do valor da empresa, tais como:

  • Carteira de clientes;
  • Rede de distribuição;
  • Qualidade da gestão da empresa;
  • Marca, patentes e outros ativos.

Vantagens: reflete os riscos inerentes à companhia e a sua capacidade de gerar caixa no longo prazo.

Desvantagens: são utilizadas muitas variáveis independentes e algumas destas variáveis possuem um elevado nível de subjetividade.

 

Perfil de empresa a avaliar com este método: empresas com geração de caixa positiva, com uma certa maturidade de mercado.

Se necessita de ajuda para avaliar o seu negócio utilize os nossos Serviços de Suporte ao Negócio.

Autor – Alberto Soares

Metodo de Avaliação de Empresas e Negócios

Indústria

Na avaliação de negócios e empresas utilizam-se principalmente cinco métodos:

  1. Avaliação Patrimonialasset based aproach – que consiste em determinar o valor do capital próprio, em resultado dos ajustamentos nos ativos e nos passivos de uma empresa de acordo com os critérios definidos para a sua valorimetria (contabilístico, mercado, liquidação, etc)
  2. Avaliação de Mercadomarket approach – Compara-se com as empresas concorrentes.
  3. Avaliação pelo rendimento actualizado – o valor é determinado pelos rendimentos futuros para o momento a que se está a fazer a avaliação. De entre as várias perspetivas destacam-se a dos dividendos futuros (dividend approach) e a dos fluxos de caixa descontados (discounted cash flow approach).
  4. Opções reaisreal option approach – é uma técnica que procura identificar o valor de um negócio em função de várias possibilidades alternativas de decisão que poderão gerar diferentes valores e diferentes fluxos de caixa no futuro.
  5. Legal – o valor é determinado com base em critérios definidos por lei, como por exemplo, no código das sociedades comerciais ou nos códigos fiscais para a determinação de mais-valias.

Todos os métodos de avaliação de empresas e negócios apresentam vantagens e desvantagens sendo comum utilizarem-se em simultâneo diversos métodos,  ponderando-se o valor apurado por cada um deles para se determinar o intervalo final de negociação

Valor patrimonial

Pelo método de avaliação pelo valor patrimonial, para a determinação do valor da empresa são somados todos os ativos, tais como:

  • Prédios;
  • Máquinas;
  • Equipamentos;
  • Dinheiro;
  • Produtos em stock.

Neste método são descontadas as dívidas e obrigações financeiras.

Vantagens: demonstra todo o valor líquido gerado pela empresa até ao momento da valoração.

Desvantagens: não considera a continuidade da empresa, bem como a sua capacidade de adquirir novos contratos e clientes ou de incrementar as suas vendas.

 

Perfil de empresa a avaliar com este método: empresas com baixa utilização da capacidade produtiva, pertencentes a mercados estagnados e sem perspetiva de melhoria no médio e longo prazo.

 

Avaliação por múltiplos de mercado

No método de avaliação por múltiplos, o valor da empresa é determinado através da comparação com empresas com atividades semelhantes, normalmente que estejam cotadas em Bolsa.

Para que este método seja o mais preciso possível, as empresas comparadas deverão ser do mesmo setor. Deverão também ter um portfólio de produtos similares e o mesmo perfil de clientes.

Vantagens: reflete a expetativa de retorno esperada pelo mercado para um determinado grupo de ativos.

Desvantagens: o método não leva em consideração os diferenciais competitivos, estilos de gestão e capacidade de escala das empresas avaliadas.

 

Perfil de empresa a avaliar com este método: empresas com elevada concentração na carteira de clientes e/ou pertencentes a mercado com baixa concorrência.

 

Fluxos de caixa descontados (FCD)

Este método faz a análise da capacidade futura da empresa em gerar riqueza num espaço temporal mínimo de 5 anos. Assim, quanto maior for o seu potencial de gerar valor no futuro, maior será também o valor da empresa.

Pelo Método dos Fluxos de Caixa Descontados, os ativos fixos e o histórico da empresa são tidos em consideração, sendo porém o mais importante as projeções no que diz respeito ao futuro da empresa e da sua capacidade em gerar receitas futuras.

Um dos fatores mais importantes para determinar o valor da empresa por este método é o denominado EBITDA – Lucro antes de descontados os impostos, juros, depreciação e a amortização.

Existem também diversas variáveis que são tidas em consideração na determinação do valor da empresa, tais como:

  • Carteira de clientes;
  • Rede de distribuição;
  • Qualidade da gestão da empresa;
  • Marca, patentes e outros ativos.

Vantagens: reflete os riscos inerentes à companhia e a sua capacidade de gerar caixa no longo prazo.

Desvantagens: são utilizadas muitas variáveis independentes e algumas destas variáveis possuem um elevado nível de subjetividade.

 

Perfil de empresa a avaliar com este método: empresas com geração de caixa positiva, com uma certa maturidade de mercado.

Se necessita de ajuda para avaliar o seu negócio utilize os nossos Serviços de Suporte ao Negócio.

Autor – Alberto Soares